image

Cada vez mais me convenço que devemos falar menos com menos pessoas. Expressar pouco, muito pouco, quase nada, do que sentimos e do que nos vai na alma. Dar pouco de nós. Deixar pouco de nós nos lugares que diariamente frequentamos. Isto não faz de nós pessoas vazias. Isto não faz de nós pessoas sem personalidade. Nem tão pouco nos torna mais fortes. Apenas nos protege. Protege-nos das pessoas que por tudo e por nada irão arranjar motivos para falar, para picar, para chatear, para destabilizar. Para determinadas pessoas não existe um motivo para… Tudo é um motivo.

Já nem vou estar para aqui a criticar, porque cada um faz o que quer e entretém-se com o que bem entende, eu é que não tenho paciência para o que vivi esta manhã, fui apanhar duas a falar de mim que ao verem-me chegar disfarçaram mal, eu que vinha com os cornos virados perguntei qual era o problema, inventaram uma desculpa e só faltava dizerem que estavam a falar das ameixoeiras em flor em Trás-os-Montes, que coisa feia e triste, mas enfim. O que seria desta vida sem os troca-tintas.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s