Blog em stand-by… Perdi a vontade de aqui vir… Pensei que fosse algo passageiro, mas entretanto os dias deram lugar a meses e a coisa já lá vai quase para um ano, se não mais.

A verdade é que mesmo eu, como visita habitual de outros blogues, perdi a vontade de ler conteúdos, as minhas preferências foram alteradas, e de consequência, a forma como as partilho também. Gostava de me dedicar ao youtube, criar um canal, em jeito de vlog, mas isso requer tempo (que não tenho) e sobretudo muita paciência (que também essa é pouca).

De resto as coisas continuam na mesma, sou a mesma pessoa, vivo ainda no mesmo sítio, com os meus amores, e as minhas rotinas em pouco ou nada foram alteradas. Feito um balanço não tenho do que me queixar, balanço feito, sou feliz na minha normalidade.

Um beijinho a quem de vez em quando ainda aqui passa, mas por enquanto vamos continuar neste mood, em stand-by, nos entretantos criei uma conta no instagram, não requer paciência nem muito tempo e permite-me de partilhar o que eu mais gosto… Fotos… Passem por lá (saraccneves)… A página é ainda bébé, tem poucos dias, mas a coisa aos poucos se vai compondo.

Joka

Anúncios
Standard

Acabei de ver e apagar 114 emails, tenho outros tantos iguais para ver, haja paciência. O blog, facebook e afins andam às moscas. Tenho a minha “to do list” sem grandes alterações desde as últimas duas semanas. Das raras vezes que aqui venho não me perco mais que 15 minutos. Estou sem tempo. Sem imaginação. E sem grande vontade. O mês de Agosto tem 31 dias e eu trabalhei, ou melhor, vou trabalhar, visto que o mês ainda não acabou, 27. Se compensa, pois claro que sim, que isto de trabalhar por desporto não é o meu forte, mas sinceramente o desafio a que me propus está a ser duro. Falta pouco Sara, falta pouco.

Standard

Já perdi a conta às coisas que comprei desta marca, algumas para mim, a grande maioria para oferecer e tenho quatro ou cinco coisinhas que me foram oferecidas. Tive em tempos um problema com uns brincos que comprei para a minha mãe, uma da pedras partiu-se, como não tinha o talão (porque o tinha perdido) fiquei com os brincos assim, não tive direito a outro artigo, aquele não pode ir para reparar, porque eles não o faziam com aquele tipo de pedras, mesmo sendo um artigo de uma colecção muito recente, e depois de muita conversa para a direita e para a esquerda, perdi a paciência e a coisa na altura ficou assim.

Na altura, lá vai o tempo em que as coisas ficavam assim resolvidas. Hoje, a minha paciência é drasticamente diminuída, o valor do dinheiro é outro, as muitas horas que tenho feito neste longuíssimo mês de Agosto estão a acusar no meu sistema, o tempo também tem influído e resumindo a altura, aquela altura, já lá vai.

Este fio, comprei-o para oferecer, nem um mês tinha passado e a pessoa falou comigo porque lhe tinham caído dez pedrinhas, lá vou eu munida do talão e efectuei a troca por outro igual na hora, sem stresses. Com o novo fio a história durou outro mês certinho, parece que tem tempo de validade, agora não foram dez, mas apenas duas. Lá vai a otária mais uma vez. Encontro num domingo, depois de eu ter feito oito longas e duras horas e trabalho, uma tipa com a maior cara de tédio e de nojo do mundo. Expliquei-lhe a história e ela vai de me dizer que tinha de enviar aquilo para reparação, que tinha de esperar quase dois meses porque o dito estava de férias, e blá blá blá, não quero esperar, quero trocar por outro artigo sem pedras, ou que o risco que isto aconteça de novo seja menor, porque não quero estar todos os meses a ir lá, expliquei-lhe educadamente, e acrescentei que da ultima vez a troca foi efectuada na hora, ao que ela me disse que era impossível, não era esse o procedimento do negócio, que isto que aquilo, e quando a interrompi, mandou-me calar porque ainda não tinha acabado de falar, uiiiiiiii, não têm ideia, a reviravolta que aquela puta de loja levou, teve sorte porque além de estúpida foi rápida, porque ainda foi a tempo de se desviar da minha mão, o meu namorado que andava feito lesma à porta da loja, teve de entrar para acalmar os ânimos, estava capaz de a comer, disse-lhe de tudo enquanto ela se protegia atrás do balcão com a mão no telefone, e com pequenos grunhidos dizia que eu estava demasiado exaltada e que era uma pessoa muito agressiva. Foi lindo de se ver.

Eu não resolvi nada com o fio (naquela loja). Ela nunca mais na vida manda calar um cliente.

Setembro, chega rápido porque eu estou a precisar urgentemente de férias.

20140818-175216-64336606.jpg

Standard

Não vejo a hora de ir de férias. Mas Agosto é um bom mês de trabalho e ainda tenho umas boas semanas de espera. Nos entretantos, e quando o pouco tempo que tenho me permite, faço o que posso para desligar.

image

image

image

image

image

image

image

Standard