Uma tarde inteirinha entre Leroy Merlin e Ikea. Estou que nem posso e o colção que tanto preciso de comprar ainda não foi desta que veio comigo. Comprei outras tantas traquitanas que estava a adiar. O que eu quero custa tantoooooo e preciso de pensar. Pensar mais um bocadinho.

image

Este seria uma boa opção, mas não me convenceu.

image

Standard

Uma recordação da noite do nosso aniversário. Porque as grandes datas (esta é mesmo grande, quase como aquelas senhoras a que já não se pergunta a idade para não parecer mal) são para ser recordadas.

image

image

Standard

Numa destas tardes.
Numa destas tardes em que o tempo tem estado mais maluco que nós, chove torrencialmente e 5 minutos depois está sol. Andamos nisto há semanas.

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Standard

Se bem que a minha semana começa só à terça-feira, a verdade é que a semana propriamente dita começa à segunda. E se falarmos desta semana propriamente dita, posso dizer que a minha começou de uma forma um pouco estranha. Na minha rotina não mudou nada, o que às vezes é bom, mas um acontecimento de ontem, com repercussões hoje, poderá muito provavelmente ter consequências na minha vida amanhã. Ontem tentei não dar muita importância à coisa, mas hoje, fui obrigada a fixar ali a minha atenção.
Obriguei-me a dar uma volta, precisava de pensar, pensar, pensar. E pensei. Decidi que vou deixar passar uns dias, até porque não tenho como não o fazer, estou “indirectamente” envolvida, o poder de decisão neste momento não passa por mim, e mesmo que assim não fosse, faria a mesma coisa, deixava passar uns dias. Já levo um pouco de experiência nestas coisas, o tempo ajuda a encontrar o tempo certo para tudo.

Já me habituei a não fazer grandes planos, não tenho metas inatingíveis, vivo tranquilamente na minha rotina que tanto adoro (na maioria dos dias e que me aborrece em dias menos bons), tento ser o mais correcta possível, e quando me é possível, com tudo e com todos, longe da perfeição, acho que com o tempo me fui “afinando” e hoje já levo umas arestas mais limadas que outras.

Quaisquer que sejam as voltas que a vida der, porque dá, ou se dá, eu irei tentar encarar sempre da forma mais receptiva e positiva que conseguir.

Standard