O problema não é trabalhar aos sábados e domingos, o problema são as pessoas que frequentam o local onde trabalho aos sábados e domingos. Tem características especiais. Sao mais parvas que as de semana, também se dá o caso, que aquelas que nos frequentam durante a semana, aos sábados e domingos estão mais parvas que nunca. Superam a máxima que uso muitas vezes, que é “o italiano é estúpido”, porque o é. Não é malvadez minha, ou a minha veia sarcástica a dizer das suas, é estúpido nas horas. Ainda estou para descobrir os tais italianos que toda a vida ouvi apregoar que são “lindos de morte”, inteligentes, que isto e que aquilo. Não sei onde habitam, seguramente não é em Genova, isto por aqui escasseia de gente agradável à vista e sobretudo de gente que use a cabeça na hora de articular duas palavras seguidas. Dizia eu, gente estúpida aos fins de semana é o que eu vejo mais, aiiiii até arrepia, e este fim de semana estou a bater o meu record de gente parva em apenas 14 horas de trabalho. Existe muita “gaija enressaibiada” e muito “latin Lover” versão “latin colhão”. É bonito de se ver. Uma beleza. O que vale no meio disto tudo é que estou quase a dar de frosques daqui por uma semana. Yupiiiiiiiiii.

Eu sei, eu sei, desculpem-me os termos, mas eu tenho fases, e estou agora numa fase muito asneirenta, fase essa que tem tendência para piorar. Fujam daqui enquanto é tempo. Vão à procura daqueles blogues todos rosa e positivos e o cara@&€(.

Ok, fico-me por aqui. Eu disse que a tendência era piorar.

Advertisements
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s