Sabes aquelas certezas que temos? Os planos que traçamos? Fazer isto, depois aquilo? Aqueles projectos que adiamos? As prioridades? Sabes? Eu não… Disse-te ontem… Já tínhamos falado nisso antes, creio que já lá vão duas ou três semanas, quando pela primeira vez, depois de anos, meti de novo as cartas na mesa. Não estavas à espera eu sei, nem eu mesma reconheço as partidas que a vida nos faz. Ou o quanto pensamos de ser diferentes nas nossas estradas e afinal a vontade de realização pessoal é sempre a mesma. Sei apenas, até porque já o provámos a nós mesmos, que os planos que fazemos hoje poderão num futuro muito próximo não fazer muito sentido, e aquilo que passámos uma vida a adiar não faz mais sentido de mandar para amanhã. É andar contra uma corrente de sentimentos que eu mesma ainda tenho dificuldade em decifrar. As palavras soam ainda estranhas quando reconheço o som da minha voz. São minhas. Sim são minhas. Dei um som ao que sinto e uma cor a um sentimento. E o teu olhar brilhou.

20140429-012058.jpg

Advertisements
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s