Tenho a dizer que isto de lidar directamente com o publico tem muito que se lhe diga, principalmente com aquele publico que já se sente familiarizado e exprime o que pensa sem grandes “pelos” na língua. Posso afirmar que se aprende muito pouco, tendo em conta a quantidade de barbaridades que se ouvem diariamente, para não lhes chamar bacoradas. Hoje foi uma manhã cheia de reflexões, ouve para todos os gostos, desde política a animais, com cada discurso mais filosófico, que nem vos conto. Chego a um ponto que gastei o sorriso n. 33 e a paciência e nem sequer me dou ao trabalho de dizer a minha, para quê? Falar com determinadas pessoas deve ser quase a mesma coisa que falar para a tampa de uma sanita.

Anúncios
Standard

One thought on “

  1. Sou uma leitora assídua do teu blogue e hoje tenho mesmo de comentar. Compreendo-te muito bem. Na altura em que saiu a legislação dos animais potencialmente perigosos – eu tenho uma cadela da mesma raça do teu – eu trabalhava num café e às vezes perdia as estribeiras com certas coisas que ouvia. Quando são assuntos que nem nos afectam muito até podemos fazer ouvidos de marcador mas quando nos afectam, a ignorância dá cabo dos nervos. beijio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s