Hoje de manha, ou melhor ainda de madrugada eram umas 7 e qualquer coisa da manha, no trabalho vi uma rapariga que já não via há algum tempo, temos amigos em comum e já saímos todos juntos algumas vezes. Dizia-me que está de partida para a Austrália, por um ano, que está com medo, acho que pânico seria a palavra ideal, e tudo o mais que implica uma mudança radical de pais e de vida.

Dei por mim a sentir o mesmo friozinho na barriga ao pensar no dia em que tomei a decisão de mudar de vida. O terror que me assombrou, as duvidas, os “ses”. Deixar a minha zona de conforto. Um trabalho de seis anos e meio. Deixar a minha família, o meu cão, o meu carro, a minha casa acabada de comprar. A chegada. Os primeiros meses. O aprender da língua. A procura de casa, de emprego. Caramba. Já passaram 3 anos. Tenho a sensação que nestes curtos três anos se passou uma vida. Não tenho a mínima ideia de quantos mais aqui irei passar, pode ser o ultimo, como pode não o ser. Deixei de fazer planos a esse respeito. Estou preparada para mudar outra vez de vida amanhã mesmo, a voltar à “casa de partida” se a vida assim o entender. Foi bom. Ainda o é. Foi mau. Tem dias.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s